Rondônia

Seas anuncia proposta de ampliação da coleta seletiva em Rondônia

ao receber pedido de apoio para Cerejeiras

Para ampliar as ações do programa Cata Mais, que atende a cerca de quatro mil pessoas em Rondônia, o governo do Estado buscará apoio do governo federal, por meio da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), considerando os benefícios promovidos pela coleta seletiva do lixo, tanto para o meio ambiente quanto para a saúde da população, e a economia local com o que é produzido a partir dos materiais recicláveis. Foi o que disse a secretária e primeira-dama Luana Rocha ao receber na quarta-feira (17) a prefeita de Cerejeiras, Lisete Marth, que apresentou pedido para inclusão do município no projeto de coleta seletiva do Estado.

Lisete explicou que Cerejeiras já realiza a coleta seletiva e tem conseguido grandes avanços, utilizando caminhão 3/4, sacolas específicas, porém ainda falta construir um barracão para reciclagem e a estação de transbordo, que já foi licitada no valor de R$ 200 mil. Outra proposta é fazer a compostagem, que é transformar em adubo a matéria orgânica encontrada no lixo.

Além da coleta seletiva, que tem gerado renda para centenas de famílias, a secretária Luana, acompanhada do diretor técnico Bruno Afonso, adiantou que outros projetos estão sendo discutidos pela equipe da Seas para serem implementados com vistas a gerar impactos positivos na vida das pessoas assistidas, de forma que elas possam se desenvolver, tornando-se independentes do poder público, gerando renda e fortalecendo a economia do Estado. “Queremos fazer a diferença de fato na vida das pessoas”, afirmou a secretária, citando as mudanças que estão sendo feitas no programa Mãezinha Rondoniense, que estimula gestantes classificadas em situação de vulnerabilidade social (pobre ou extremamente pobre) a procurar o Sistema Único de Saúde (SUS) para realização do pré-natal e do acompanhamento através do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). As alterações incluem medidas a serem seguidas pela família com base no programa Criança Feliz, que tem por proposta reforçar os laços familiares para que a criança se desenvolva saudável e em ambiente seguro, sem violência.

Prefeito de Cujubim, Pedro da Belo Horizonte, entregou projeto do Cras para a secretária Luana

A prefeita ainda elogiou a atuação da Seas, que através da equipe técnica está percorrendo todos os municípios com o intuito de monitorar os equipamentos que prestam serviços socioassistenciais dos programas federais em Rondônia referentes à proteção social especial, a exemplo dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Cras), Criança Feliz e Cadastro Único.

CUJUBIM

A secretária ainda recebeu em seu gabinete o prefeito de Cujubim, Pedro Marcelo Fernandes Pereira, o Pedro da Belo Horizonte, que entregou o projeto para construção do Cras no município, conforme foi pactuado em reunião da Comissão Bipartite (CIB).

Em Cerejeiras, conforme a Prefeita Lisete, os projetos para o Cras e Creas (Centro de Referência Especializado em Assistência Social) estão em fase de elaboração para serem entregues à Seas.

Comentários

Fonte
Texto: Veronilda LimaFotos: Veronilda Lima e Paulo SérgioSecom - Governo de Rondônia
Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios