O Rondoniense
Capital Economia Rondônia

Sebrae e Governo de Rondônia formalizam Educação Empreendedora no Ensino Médio

Foto: Assessoria

O programa de Educação Empreendedora do Sebrae será aplicado para alunos da rede pública estadual do ensino médio em 2020. A iniciativa foi marcada pela assinatura de um Termo de Adesão do Governo do Estado, através da Seduc com o Sebrae, realizada esta semana (12) em Porto Velho.

O secretário de estado da Seduc, Suamy Lacerda firmou o compromisso pelo governo de Rondônia enquanto o diretor técnico do Sebrae, Samuel Almeida representou a instituição parceria dos Pequenos Negócios. Durante o ato, as equipes técnicas das duas entidades aproveitaram para analisar e planejar os detalhes da aplicação da metodologia ainda para este ano.

Serão cerca de 7 mil alunos beneficiados com a iniciativa, em um projeto piloto aplicado na região pólo de Porto Velho e municípios da região. Neste momento, a Seduc está trabalhando na escolha das unidades que participarão do projeto, a partir de critérios pré-estabelecidos definidos pela secretaria.

A educação empreendedora para o Ensino Médio está estruturada com o objetivo de colaborar para o desenvolvimento integral dos jovens, procurando estimular o protagonismo juvenil, sensibilizar e preparar os estudantes para os desafios do mundo do trabalho, instigando-os a identificarem oportunidades e planejarem seu futuro por meio de atitudes empreendedoras.

“A Educação empreendedora tem o poder de despertar nas pessoas os impulsos necessários que a sociedade precisa e o Governador Coronel Marcos Rocha avaliou como necessária e prioritária esta parceria com o Sebrae”, disse o secretário Suamy Lacerda.

A metodologia piloto a ser aplicada será o Crescendo e Empreendendo, com uma programação de 12 horas, cujo objetivo é provocar uma discussão com jovens sobre trabalho, negócio e empreendedorismo, para que ele conheça esse universo e se predisponha a identificar oportunidades por meio da adoção de atitudes empreendedoras, sendo trabalhado no formato de oficinas.

Para Samuel Almeida, “A velocidade que estamos imprimindo mostra a prioridade e importância que o governo está dando para que não apenas o corpo técnico mas os alunos sejam capacitados e motivados para realmente transformarmos a nossa sociedade”, comemorou.

Importante mencionar que a metodologia desperta as características que estão latentes nos participantes. É uma mudança de atitude que, após a conclusão da metodologia, poderão ser notadas as novas posturas comportamentais, incluindo a busca por informações e um novo pensar por parte dos alunos impactados. O Sebrae disponibiliza uma série de cursos EAD gratuitos para o prosseguimento da formação cidadã de cada um.

 

Fonte: Assessoria

Below