Destaques Rondônia

SEMENTES MISTERIOSAS – Já chegam a três casos no estado de Rondônia; Idaron investiga o caso

Divulgação

 

O governo do Estado, através da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril (Idaron) iniciou, nesta semana, uma investigação para apurar casos de sementes de origem desconhecida que, embaladas em saquinhos plásticos, estão sendo entregues à população em vários países, inclusive no Brasil. “Três casos foram registrados em Rondônia, dois em Ministro Andreazza e um em São Francisco, no interior do estado, e já estão sendo investigados pela Agência”, informou Coordenador do Programa Estadual de Fiscalização de Sementes e Mudas, Renê Suaiden Parmejiani.

 

O objetivo, segundo ele, é verificar a espécie das sementes e os possíveis danos que elas podem causar, tanto à saúde humana quanto ao meio ambiente e à agricultura. “Essas sementes podem conter alguma bactéria ou praga exótica que, em contato com o solo, resulte em sérios danos à lavoura, com prejuízos tanto ao agricultor quanto à economia do estado”, alertou Renê Suaiden.

Na última semana, a Idaron emitiu um alerta, em seu site e nas redes sociais, sobre o risco de manuseio, descarte incorreto ou plantio das sementes. “É preciso ter muito cuidado com esses materiais, não sabemos se estão contaminados com algum material biológico que possa afetar a saúde ou alguma praga agrícola”, acentuou. “Pragas agrícolas provenientes de outros países podem ocasionar sérios danos para a agricultura e ao meio ambiente. Quem receber qualquer material vegetal não identificado, sem o controle de órgãos de defesa agropecuária, não deve plantar, semear ou jogar no lixo. O correto é que esse material seja entregue à Idaron, para investigação”, completou.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em todo o Brasil estão surgindo casos de encomendas recebidas pelos correios e empresas de transporte com sementes desconhecidas e de origem ainda não identificada, sem que o destinatário tenha comprado ou solicitado.

Em Rondônia, o recebimento dessas sementes pode ser comunicado à Agência Idaron pelo telefone 0800 643 4337, pelo e-mail <sementes@idaron.ro.gov.br>, ou pela internet (Clique aqui).

As sementes e as mudas são os principais veiculadores de pragas agrícolas e, por isso, sua entrada em nosso Estado precisa ser controlada pelos órgãos de Defesa Agropecuária. Recomenda-se que a população não adquira material vegetal de outros países ou de outros Estados sem consultar previamente a Agência Idaron, para verificar os riscos e solicitar a devida documentação fitossanitária que assegure a entrada do material em Rondônia.

 

Idaron