Capital Rondônia

Servidores da Semasf estudam espanhol para melhorar comunicação com imigrantes

A Prefeitura de Porto Velho, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf), firmou parceria com o Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), para que seja ministrado curso básico de capacitação em espanhol para servidores que trabalham com serviço de atendimento e acolhimento de imigrantes, para que a comunicação possa ser mais efetiva no momento de atender essa população.

A carga horária do curso de Espanhol é de 30 horas e teve início na manhã desta segunda-feira (16), na sala de reuniões do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Medidas Socioeducativas em Meio Aberto (Creas – Msema).

O curso tem a coordenação da professora Juliana Bevilacqua Maioli (Unir), professor Geraldo Castro Cotinguiba (do Ifro) e da pofessora Marília Lima Pimentel Cotinguiba (Unir), os três doutores na área.

O curso é ministrado por Juliana Bevilacqua Maioli e pela estudante de biblioteconomia da Unir, Karen Padilla, que é venezuelana e faz parte do Programa Migração Internacional na Amazônia Brasileira: Linguagem e Inserção Social de Imigrantes em Porto Velho, registrado na Unir.

“Esse curso é uma via de mão dupla. Por um lado, a Universidade cumpre com seu papel social de atender às necessidades da sociedade, em parceria com a Semasf e, por outro, é uma forma de membros da comunidade imigrante também contribuir com suas capacidades para a sociedade porto-velhense, como é o caso da estudante Karen Padilla, que está no projeto compartilhando seus conhecimentos como nativa da língua”, disse Marília Cotinguiba.

Na abertura do curso estiveram presentes, a diretora do Departamento de Proteção Social Especial, Ana Karla Feitosa e a secretária adjunta da Semasf, Ana Maria Negreiros. Em nome do prefeito Hildon Chaves e do Secretário da Semasf, Claudi Rocha, a secretária adjunta agradeceu ao Departamento de Letras Vernáculas da UNIR, pois a parceria irá contribuir de forma significativa para melhorar o atendimento e acolhimento dos imigrantes que chegam a Porto Velho.

Comdecom