Capital Destaques

Sindetran denuncia descaso com funcionários que foram submetidos a trabalhar com suspeita de coronavírus

O Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia – SINDETRAN, realizou uma denuncia ao Ministério Público do Estado de Rondônia (MP/RO), por possíveis descasos com trabalhadores durante o período de pandemia.

A denuncia trata-se de um servidor que contraiu  coronavírus, mesmo com sintomas, o funcionário foi submetido a trabalhar normalmente por dois dias nas dependências da Coordenadoria Metropolitana de Transito, onde ficam aproximadamente 60 servidores. O funcionário só foi afastado das suas funções e o prédio desinfectado depois que o sindicato realizou uma denúncia o MP.

O Presidente do SINDETRAN, Adonias de Deus, disse que alguns servidores do órgão ficaram doentes e foram submetidos a trabalhar em um espaço sem material para higienização e sem proteção adequada, principalmente em locais de atendimento ao público.

“O servidor está comprando do seu próprio bolso álcool em gel, máscaras de proteção e luvas para poder trabalhar no órgão”, disse Adonias.

Adonias ainda relata que os servidores que foram acionados à retornarem aos seus postos de trabalho e não receberam nenhum treinamento para atender a comunidade que busca os serviços do Detran. O presidente ainda fala que na unidade do Detran da Zona Leste da capital, dois servidores que fazem atendimento ao público apresentaram sintomas, e o sindicato não consegue ter estimativa de quantas pessoas podem ter sido contaminadas com esse contato.

O Sindetran solicita à população que só procure o Detran se for realmente necessário.