Connect with us

Hi, what are you looking for?

Capital

Sindicato denuncia descaso do Itaú com saúde dos funcionários e agência do Centro é fechada

Os funcionários da agência do Itaú da avenida José de Alencar com Dom Pedro II, no Centro de Porto Velho estavam, até a manhã desta quarta-feira, 23/12, trabalhando num ambiente de calor insuportável e altamente insalubre, pois o sistema de climatização do prédio está, há alguns dias, sem funcionamento.

Foi esta a informação que chegou ao conhecimento do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO), que imediatamente foi à unidade averiguar e, lá chegando, confirmou o ambiente inóspito e danoso para a saúde dos trabalhadores. Até aquele momento os funcionários estavam trabalhando com a utilização de ventiladores individuais e o banco tinha colocado um refrigerador portátil que apenas ventilava e não promovia a climatização necessária – e adequada – para a saúde humana.

“Mal entramos na agência e já pudemos sentir o calor insuportável ao que eram submetidos os funcionários, e nem mesmo com ventiladores a situação melhorava. Este aparelho portátil que o banco adotou para ‘aliviar’ o sofrimento dos empregados não deu conta do recado. Pelo contrário: o ar que saia dele era ainda mais quente que o que já circulava dentro da agência. Ficou evidente que o banco não tomaria nenhuma medida para solucionar rapidamente o problema, e os trabalhadores seriam obrigados a trabalhar num ambiente prejudicial à saúde sabe-se lá até quando, o que não poderíamos permitir de forma alguma”, mencionou José Toscano, secretário de Administração do Sindicato, que esteve acompanhado dos diretores Euryale Brasil (Jurídico), Wanderson Modesto (Imprensa) e Cleiton dos Santos (Esportes), e que, juntos, fecharam a agência e denunciaram o caso à Vigilância Sanitária Municipal.

O banco tentou resistir à atuação do Sindicato em favor da saúde dos trabalhadores, fazendo de tudo para que a agência continuasse aberta e os funcionários fossem obrigados a trabalhar num clima literalmente ‘infernal’. Contudo, já próximo às 12 horas, um fiscal da Vigilância Sanitária Municipal chegou à agência e, após averiguação, chegou à mesma conclusão que os dirigentes sindicais, e imediatamente notificou o banco concordou com o fechamento da unidade – feito pelos dirigentes sindicais – até que o problema de climatização seja finalmente solucionado.

SEEB

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Rondônia

O avanço da covid-19 mantém Rondônia ainda em situação crítica para doença e a população precisa ficar atenta às restrições implementadas pelo Governo de...