Connect with us

Olá, tudo bem? O que você está pesquisando?

Educação

Sintero se posiociona contra a posição do Governo em relação ao retorno das aulas

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia (SINTERO), publicou uma nota referente ao novo decreto publicado pelo Governo de Rondônia na quinta-feira (17). A posição do sindicato ainda permanece contrária ao retorno das aulas presenciais até que haja vacinação em massa para todos os trabalhadores (as) em educação e para uma parcela expressiva da sociedade.

O Decreto nº 26.134, que trata sobre implementação de novas determinaçãoes de enfrentamento à pandemia. No documento, ele prorroga a suspensão das aulas presenciais na rede pública estadual até o dia 31 de julho, após o término do prazo estabelecido, as aulas presenciais devem retornar de forma gradual, conforme o Plano de Retomada elaborado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), bem como ao início da vacinação dos trabalhadores e trabalhadoras em educação. Quanto às aulas presenciais nas escolas municipais e instituições privadas, estas ficarão a critério de cada gestor municipal.

Na avaliação do sindicato em muitos municípios do Estado, a vacinação está caminhando de forma lenta ao esperado. Em Porto Velho, por exemplo, a vacinação aos profissionais que atuam no Ensino Fundamental do município foi adiada recentemente. Em relação aos servidores (as) estaduais, não há um calendário de previsão para o inicio da vacinação.

Destaca-se que a maioria das vacinas testadas e já aprovadas pela Anvisa, necessita de duas doses para conferir uma taxa de imunização aceitável e, em grande parte das cidades do Estado, houve apenas a aplicação da primeira dose, necessitando assim, que os trabalhadores (as) em educação aguardem a segunda dose para garantir que estejam devidamente protegidos conforme determina os parâmetros estabelecidos pelos especialistas e pelas instituições que definem as regras da imunização, como a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

O Sintero mantém posicionamento firme pela proteção da vida de toda a comunidade escolar, pela vacinação e adoção de protocolos sanitários rígidos  nas instituições de ensino, com respeito às medidas de distanciamento social. Até que os trabalhadores e trabalhadoras não estejam devidamente imunizados, o Sintero considera que a atual conjuntura ainda não permite que o retorno se efetive de modo seguro. Portanto, manifesta-se contrário ao afrouxamento do distanciamento social e de ações que promovam maior circulação e aglomeração de pessoas, como é o caso das escolas, que possibilitam esta finalidade.

Faça um comentário

Você pode gostar

Brasil

Em 09 de julho de 2020 o senador Randolfe fez uma live com seus heróis médicos, que salvaram muitas vidas no Amapá usando um...

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...

Contraponto

[Tendo em vista (i) o impacto dos acontecimentos recentes na França e (ii) a profundidade da análise feita por Theodore Dalrymple, peço licença a...

Destaques

Em meio à pandemia causada pelo coronavírus, com Rondônia registrando 1.460 casos da doença e 50 mortes, o governo de Marcos Rocha, através da...