Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaques

Testes de covid-19 comprados pelo governo de Rondônia são irregulares

A empresa, Buyer BR, chegou a ser alvo de operações no Ceará e em São Paulo, por não ter capacidade financeira de promover vendas de valores tão altos

Painel Político – Em maio deste ano o Governo de Rondônia comprou, emergencialmente, 100 mil kits de testes de detecção do novo coronavírus de uma empresa paulista, em uma transação tumultuada, apressada e altamente suspeita, revelada pelo blog Nahoraonline e PAINEL POLÍTICO.

A empresa, Buyer BR, chegou a ser alvo de operações no Ceará e em São Paulo, por não ter capacidade financeira de promover vendas de valores tão altos. Até a sede da empresa era uma espécie de ‘puxadinho’. Mesmo assim, o governo de Rondônia adquiriu os produtos, que posteriormente descobriu-se, não tinham sequer registro na Anvisa.

Após uma longa espera (a compra foi feita em abril e os kits deveriam ter sido entregues em 10 dias, mas só foram chegar em RO no fim de maio) e graças a uma jogada política populista, a Anvisa liberou um registro provisório dos testes que apresentavam falso negativo, conforme registrado por várias pessoas, inclusive o prefeito de Ouro Preto do Oeste, que denunciou publicamente o problema.

O BLOG DO PAINEL obteve neste sábado um laudo da ANVISA que revela a ineficácia dos testes comprados pelo governo de Rondônia e produzidos pela empresa chinesa Hangzhou Realy Tech CO. Os produtos são irregulares e proibidos pela ANVISA de serem armazenados, comercializados, distribuídos e utilizados.

Bom lembrar que o governo fez uma compra tão porca e mal feita, que foi disponibilizado um avião do Corpo de Bombeiros para buscar o estoque que estava preso em São Paulo por falta de registro.

Tudo isso foi pago com recursos públicos.

Também é válido recordar que o governador, à época, classificou as notícias como ‘mentirosas’, que ‘a imprensa quer ver a desgraça’, e outras asneiras na tentativa de minimizar o escandaloso e altamente suspeito negócio, feito de forma atabalhoada e que só serviu para jogar dinheiro no lixo e contaminar a população, devido aos resultados de ‘ falso negativo’ apresentados pelos testes vagabundos comprados na China e vendidos por uma empresa cuja representante mantém estreitas relações com alguns políticos.

Seria importante também descobrir quem foi o responsável na ANVISA que autorizou a liberação desses testes para uso em Rondônia. Essa pessoa deveria ser presa por crime contra a saúde pública.

PAINEL POLÍTICO

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Rondônia

O avanço da covid-19 mantém Rondônia ainda em situação crítica para doença e a população precisa ficar atenta às restrições implementadas pelo Governo de...