Connect with us

Hi, what are you looking for?

Entretenimento

Trabalhadores da cultura que não receberam auxílio pela Lei Aldir Blanc são convocados a atualizar dados pessoais

Foto: Sejucel

Na expectativa de atender o mais rápido possível os profissionais da cultura e arte, o Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) tem efetuado desde dezembro de 2020 as remessas para os contemplados com o auxílio emergencial pela Lei federal Aldir Blanc, em virtude do cenário pandêmico. Porém, devido a algumas pendências de dados identificadas pelo banco, alguns proponentes tiveram o estorno do auxílio e com isso não receberam.

É por essa razão que a Sejucel faz o chamado àqueles que ainda estão com o benefício em aberto, a fim de que confirmem seus dados para as comissões o mais breve possível, para que a efetuação do pagamento seja realizada. O contato deve ser feito através do e-mail da Superintendência: sejucelcaf@gmail.com.

Dos 400 artistas beneficiados, poucos não receberam o recurso na data prevista, por conta das pendências. Algumas  já foram ajustadas e liberadas para pagamento nos dias 6 e 7.

“Já entramos em contato com alguns proponentes, através do e-mail da Superintendência e tivemos retorno. Mas aqueles que ainda necessitam de confirmação dos dados bancários, entre outras informações, podem enviar o e-mail, a fim de darmos celeridade ao pagamento”, observou Camila Lima Ribeiro, coordenadora Administrativa e Financeira da Sejucel.

De acordo com Camila, o propósito do Governo do Estado é dar agilidade para a efetivação do pagamento, mas para isso se faz necessário o ajuste dessas pendências.

A efetuação do pagamento aos beneficiários ocorre por meio de um sistema específico de crédito em conta corrente, o BBPAG. Com isso, os dados cadastrados precisam estar devidamente corretos, a fim de evitar bloqueios. O possível motivo de estorno acontece quando: proponente se inscreveu como pessoa jurídica e apresentou conta corrente de pessoa física; proponente criou conta, mas não ativou; proponente enviou dados bancários errados.

O gerente da agência bancária responsável pelo sistema do pagamento, Ronnie Leal Gomes explica que o banco concilia os dados cadastrados na conta com as informações apresentadas nos projetos. Quando as documentações não coincidem, surge a rejeição do arquivo. “Tivemos muitos casos ocorridos, mas já estamos regularizando isso para que a efetuação do pagamento ocorra com sucesso”, declarou Ronnie.

A expectativa é que até a próxima semana tudo esteja sanado.

SEJUCEL

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...