Connect with us

Olá, tudo bem? O que você está pesquisando?

Capital

Trabalhadores em Rondônia fazem carreata pela Vacina Já para bancários e cooperativários

Bancários de Rondônia promoveram, na manhã desta sexta-feira (18/6) uma carreata pelas principais ruas da região Central de Porto Velho, com o objetivo de conscientizar não apenas a população, mas principalmente os representantes da classe política rondoniense para a importância da inclusão dos bancários e trabalhadores das cooperativas de crédito no Plano Nacional de Imunização (PNI), bem como nas campanhas estratégicas do Estado e dos municípios de vacinação contra a covid-19.

A carreata começou com a concentração na Praça das Caixas D’Água, no Centro de Porto Velho, e o percurso seguiu pela avenida Farqhuar, com pausa em frente aos prédios do CPA (Centro Político-Administrativo), com uma forte reivindicação direcionada ao governador Marcos Rocha (PSL), aliado do presidente Jair Bolsonaro.

“Governador, os trabalhadores bancários e cooperativários não suportam mais tantas perdas, com a vida de tantos pais e mães de famílias perdidas, tantos filhos ficando órfãos, tantas esposas e maridos ficando viúvos, tantas famílias destruídas por esta doença, e que somente a vacina pode extinguir. Não dá para admitir que Rondônia seja o terceiro estado com maior número de óbitos a cada 100 mil habitantes, e não dá, sobretudo, para aceitar que o governador do nosso Estado, que se orgulha de ser aliado do presidente da República, permita que Rondônia receba menos doses das vacinas que o Acre, que é muito mais distante geograficamente dos centros distribuidores dos imunizantes. O senhor precisa tomar uma atitude urgente pela sua população, não apenas por aqueles que o elegeram, mas por todos os cidadãos rondonienses, e por isso nós, que representamos os bancários e cooperativários de Rondônia, estamos aqui, fazendo este apelo para que o governo estadual providencie, principalmente em contato com os deputados federais e senadores, a inclusão destas categorias nos planos nacional e estadual da vacinação, para que mais vidas não sejam perdidas”, discursou José Toscano, presidente em exercício do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO).

No retorno ao Centro, a comitiva parou por alguns minutos em frente ao tradicional Prédio do Relógio, onde atualmente despacha o prefeito da capital, Hildon Chaves (PSDB).

“Senhor prefeito, já existe projeto de lei de vereador da capital pela inclusão dos bancários como prioritários na vacinação contra a covid-19, mas o senhor o ignorou, e alguns colegas bancários morreram sem ter a chance de receber a vacina. O senhor precisa resolver, imediatamente, este problema que tem gerado dor e sofrimento a tantos trabalhadores e dizimado a estabilidade familiar em muitos lares de Porto Velho. Entre em contato com os deputados federais e senadores que o senhor conhece, e convença-os a acelerar a aprovação do Projeto de Lei para incluir, o mais rápido possível, bancários e cooperativários nos grupos prioritários para a vacinação”, acrescentou Toscano.

ESSENCIAIS PARA ATENDER A POPULAÇÃO

Desde o início da pandemia do novo coronavírus no país, em meados de março de 2020, tanto os bancários quanto os trabalhadores em cooperativas de crédito em Rondônia, em nenhum momento pararam suas atividades, pois cumpriram com o seu papel de ajudar no combate aos danos sociais e econômicos gerados com a crise sanitária global.

“Os serviços bancários foram considerados essenciais em todos os decretos municipais ou estaduais que previram medidas de isolamento contra a pandemia. Os bancos e cooperativas de crédito nunca deixaram de funcionar. Portanto, nada mais justo que os bancários, cooperativários e as demais categorias que estão na linha de frente, sejam incluídos em grupo prioritário para vacinação. Se somos essenciais para atender a população, temos que ser prioritários na vacinação. Os governantes e representantes políticos de Rondônia precisam tomar uma atitude já para salvar vidas e impedir que mais vidas sejam tiradas e mais famílias destruídas”, concluiu o dirigente.

CARREATA COM RESULTADO IMEDIATO

O discurso forte e incisivo dos representantes dos bancários e cooperativários, em frente ao Centro Político-Administrativo (CPA) de Rondônia, na avenida Farqhuar, em Porto Velho, durante a carreata promovida na manhã desta sexta-feira (18/6), chamou a atenção de Fernando Máximo, titular da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), que imediatamente entrou em contato com dirigentes do SEEB-RO e convocou para uma reunião em seu gabinete, para tratar do tema levado a conhecimento de toda a população nesta manhã.

SEEB/RO

Faça um comentário

Você pode gostar

Brasil

Em 09 de julho de 2020 o senador Randolfe fez uma live com seus heróis médicos, que salvaram muitas vidas no Amapá usando um...

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...

Contraponto

[Tendo em vista (i) o impacto dos acontecimentos recentes na França e (ii) a profundidade da análise feita por Theodore Dalrymple, peço licença a...

Destaques

Em meio à pandemia causada pelo coronavírus, com Rondônia registrando 1.460 casos da doença e 50 mortes, o governo de Marcos Rocha, através da...