Cultura Filmes Geek Jogos

Uncharted | A longa e complicada história da adaptação do jogo

Existem produções de Hollywood que se tornam lendários por suas produções extremamente conturbadas, adiamentos e, às vezes, por nunca terem chegado às telonas. Filmes como Superman Lives, de Tim Burton, o telefilme trash de O Quarteto Fantástico e, mais recentemente, Os Novos Mutantes são apenas alguns títulos que vêm à mente ao tocar no assunto.

Por outro lado, uma adaptação de um aclamado game pode ter sua produção induzida ao hall da fama das produções turbulentas. Uncharted, anunciado em 2009, já passou por inúmeras trocas de roteiristas e diretores, adiamentos, problemas de bastidores e, quando finalmente ia entrar em produção, teve suas filmagens adiadas – mais uma vez – por causa da pandemia do coronavírus.

Relembre abaixo a longa trajetória do filme, que será estrelado por Tom Holland:

2009-2010: ANÚNCIO, ROTEIRO E DIRETOR

Idealizado pelo produtor Ari Arad, filho de Avi Arad, em 2008, o filme de Uncharted foi oficializado em 2009. Inicialmente, o longa adaptaria o jogo Drake’s Fortune, de 2007 e seria escrito pelo roteirista Kyle Ward. No ano seguinte, David O. Russell, recém-saído de O Vencedor, foi oficializado como diretor do longa pela Columbia Pictures.

2011: PRIMEIRA SUBSTITUIÇÃO

Após as primeiras “diferenças criativas” entre cineastas e estúdio, tanto Ward quanto Russell foram substituídos. Primeiro, o roteirista deu lugar para a dupla Thomas Dean Nelly e Joshua Oppenheimer. Meses depois, o diretor foi substituído por Neil Burger, então conhecido por O Ilusionista.

2011: MAIS PROBLEMAS

Burger chegou com tudo à produção de Uncharted e descartou completamente as mudanças feitas por Russell, Nelly e Oppenheimer e começou um novo roteiro do zero. Na época, o diretor disse que queria fazer um filme “empolgante e insano”.

2012-2014: SAÍDA DE BURGER E PRIMEIRA DATA DE LANÇAMENTO

Após novas diferenças criativas, Burger deixou oficialmente o comando de Uncharted que, em compensação, contratou os roteiristas Marianne e Cormac Wibberley, responsáveis pela história de A Lenda do Tesouro Perdido. Para a direção, a Sony Pictures escolheu Seth Gordon, de Quero Matar Meu Chefe.

Entre essas idas e vindas, o filme ganhou uma data de estreia: junho de 2016.

2015-2016: NOVO ROTEIRISTA, NOVO DIRETOR E PRIMEIROS ADIAMENTOS

A chegada de Tom Rothman à presidência da Sony Pictures trouxe mudanças significativas para Uncharted. Com uma diminuição de orçamento, o filme viu Gordon deixar o projeto e o sonho de ter Mark Wahlberg como protagonista ficar ainda mais longe. Para piorar, o casal Wibberley também deixou o projeto.

A resposta imediata veio na forma de Joe Carnahan, de Esquadrão Classe A, que cuidaria da direção e do roteiro. O reinício do projeto causaria dois adiamentos seguidos: primeiro, Uncharted mudou de junho de 2016 para 2017 e, eventualmente, deixou o calendário do estúdio.

Como nada na produção do longa é simples, poucos meses após a chegada de Carnahan, o cineasta anunciou que deixaria a direção – mas não o roteiro – de Uncharted para se dedicar ao terceiro filme da franquia Bad BoysShawn Levy, que acabara de lançar Stranger Things (então divulgada como “séria da Netflix com Winona Ryder”), foi oficializado no projeto.

Uma aparente paz reina na pré-produção de Uncharted. Enquanto Levy se mantém no posto, Carnahan anuncia que terminou o roteiro da adaptação. Dias depois, as filmagens do longa são oficializadas para começarem entre março e maio daquele ano.

Não bastasse, o filme ainda encontrou seu Nathan Drake. Após aparecer em Capitão América: Guerra Civil e Homem-Aranha: De Volta ao Lar como Peter Parker, Tom Holland foi oficializado como o protagonista da adaptação.

2018: MAIS UMA VERSÃO DO ROTEIRO E MAIS UMA SAÍDA DE DIRETOR

Enquanto 2017 foi um ano de paz para Uncharted, 2018 se mostrou completamente diferente. Mesmo com o roteiro de Carnahan completo, a Sony decidiu contratar Rafe Judkins para reescrever o script em janeiro. Em dezembro do mesmo ano, Levy sairia do longa para comandar a comédia de ação Free Guy, estrelada por Ryan Reynolds.

2019: MONTANHA RUSSA DE EMOÇÕES

2019 começou com otimismo na produção de Uncharted. Sonho antigo do estúdio, Mark Wahlberg foi oficializado como Sully no filme e Dan Tratchenberg, de Rua Cloverfield 10, assinou com a Sony semanas após a saída de Levy. O longa ainda retornou ao calendário de lançamentos do estúdio, com estreia confirmada para dezembro de 2020.

Meses depois, Tratchenberg deixou a direção de Uncharted, sendo rapidamente substituído por Travis Knight, de Bumblebee, que, antes de 2019 acabar, anunciaria seu desligamento da produção por causa da agenda conturbada de Tom Holland.

2020: NOVA DÉCADA. AGORA VAI?

Marcado para chegar aos cinemas no final deste ano, Uncharted iniciou a década com o pé esquerdo. No final de janeiro, a Sony oficializou o adiamento do longa, que foi remarcado para 5 de março de 2021Ruben Fleischer, de Zumbilândia 2, é o novo diretor da adaptação.

Em fevereiro, Holland confirmou que as filmagens finalmente começariam em março deste ano, mas a pandemia do COVID-19, conhecido como coronavírus, estourou no começo do mês, adiando, mais uma vez, as filmagens de Uncharted.

Por -omelete