Vacinação antirrábica começa neste sábado (8) em Ji-Paraná, RO

A partir deste sábado (8), a campanha de vacinação antirrábica terá início em Ji-Paraná (RO). Donos de cães e gatos do 1º distrito poderão levar seus amigos em 18 pontos distribuídos pelo município.

As doses estarão disponíveis das 8h às 17h em escolas, Unidades Básicas de Saúde e comunidades religiosas. Os cachorros devem ser levados com coleiras e/ou guias e os gatos em caixas de transporte, sacos ou fronhas.

De acordo com a prefeitura, a imunização no 2º distrito começa no dia 22 de outubro.

Pontos de imunização

 

  1. Colégio Tiradentes VI (antigo Lauro Benno, bairro Santiago)
  2. UBS Km 5 (bairro Santiago)
  3. Escola Jovem Vilela (bairro Jardim Presidencial)
  4. CMEIEF Profª. Maria Antônia (bairro Jardim Presidencial)
  5. Igreja Assembleia de Deus (bairro Copas Verdes)
  6. Com. N. Sra. do Perpétuo Socorro (bairro o São Bernardo)
  7. Com. Santa Perpétua e Felicidade (Jardim Aurélio Bernardi)
  8. Padaria Pão e Vinho (bairro Colina Park I)
  9. EMEIEF Dinalmir F. Barros Lisboa (bairro Jardim dos Migrantes)
  10. CMEI Zilda Arns (bairro Parque São Pedro)
  11. Unidade de Liberdade Assistida (ao lado da UBS Dom Bosco)
  12. Escola José Francisco (bairro Dom Bosco)
  13. Escola Carmem Rocha (bairro Casa Preta)
  14. Praça Bruno Calixto (praça do bairro Jardim dos Migrantes)
  15. Associação dos Pescadores (bairro Urupá)
  16. IEE Marechal Rondon (bairro Casa Preta)
  17. Escola Rio Urupá (bairro Urupá)
  18. Igreja Missionária Unida (bairro Novo Ji-Paraná)

Pets imunizados

 

A vacinação antirrábica é destinada para cães e gatos a partir dos quatro meses para a primeira dose. Posteriormente, os animais devem receber (anualmente) o reforço do imunizante. Ela não é indicada para fêmeas gestantes ou amamentando e animais debilitados ou doentes.

Segundo o Ministério da Saúde, a raiva é uma doença considerada de alto risco, pois pode ser transmitida aos seres humanos e não tem cura. A vacinação é a única maneira de garantir a prevenção em animais e nos humanos.

Fonte: Por g1 RO