Connect with us

Hi, what are you looking for?

Capital

VIRALIZOU – Psicóloga faz fotos de formatura com o ônibus do Campus Unir

Campelo? Ok. Beca? Ok. Canudo? Ok. E a pose? Ok também. Agora posta aquela foto com campus da Unir pela última vez. Depois de cinco anos indo e vindo da Universidade Federal de Rondônia (Unir), a agora psicóloga Esthela Bianchini, de 25 anos, fez questão de fazer o ensaio fotográfico da formatura com o ônibus que fazia o percurso até a instituição em Porto Velho.

As fotos viralizaram na internet. No Twitter, por exemplo, a fotografia de Esthela com o ônibus teve cerca de 140 mil curtidas. A jovem revelou que gastava, em média, 1h30 dentro do transporte público para ir e voltar da universidade cinco vezes por semana.

“Era um perrengue. Eu ainda sou mais privilegiada porque moro mais perto do centro. Mas o ônibus sempre estava muito cheio. Apesar de várias situações que passamos por dificuldade de espaço dentro do coletivo, era melhor levar com humor. Dizíamos que a Unir, além de oferecer o conteúdo das matérias, tínhamos o calor humano”, brincou.

Por cinco anos Esthela fez o percurso todos os dias. Pela aproximação que se tinha dos colegas da universidade dentro do ônibus, contou ter feitos muitos amigos.

“Nossa. É muita gente dentro de um espaço pequeno. A gente até têm um regra dentro do ônibus que é a seguinte: ‘quem tá sentadinho leva a bolsa do amiguinho’. Realmente é uma questão de se importar com o outro, até porque são muitos livros, cadernos e notebooks”, contou.

Foram cinco anos utilizando o transporte público para terminar a faculdade de Psicologia — Foto: Esthela Bianchini / Arquivo pessoal

A psicóloga continuará pegando a linha do Campus Unir, pois ela fará residência na área que escolheu por mais dois anos. Esthela agora espera que nesse meio tempo o transporte público melhore, não apenas para o caminho que leva a universidade, mas em toda a sociedade portovelhense.

“Queria pedir aos nossos governantes que tivessem esse olhar com carinho e respeito para o transporte público. Pois a quantidade de ônibus é pouca e a qualidade pior ainda. Passamos muito tempo dentro de um ônibus, então poderíamos ser melhores atendidos”, finalizou.

Fonte: G1

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Rondônia

Nesta manhã, a diretoria do SINPOL, reuniu-se com o Secretário de Saúde, Dr. Fernando Máximo, com o Secretário de Segurança Adjunto, Dr. Hélio Gomes...