Gato ‘contratado’ como empacotador de mercado viraliza ao impedir cliente de pegar sacolas em RO

Os gatos têm ocupado cada vez mais funções no mercado de trabalho: existem os ‘advogatos’, os ‘vigias’, os atendentes e até os responsáveis pelo “setor de descontração”. Porém em um supermercado de Porto Velho surgiu mais uma modalidade: o “empacotador ecologicamente consciente”.

Essa função é desenvolvida por Jorginho há cerca de três meses, quando o funcionário gato foi admitido no supermercado.

Mesmo estando em período de experiência, o trabalho de Jorginho tem sido positivo na visão dos proprietários, funcionários e clientes que visitam o local. E assim como qualquer trabalhador brasileiro, o cochilo é garantido a cada intervalo do expediente.

Nas últimas semanas, um vídeo gravado por uma cliente – e fã do Jorginho – viralizou nas redes sociais. Na gravação o gato empacotador aparece dentro de uma bolsa e impede que Layde Nascimento pegue as sacolas plásticas que estão lá dentro (assista o vídeo acima).

Layde, apaixonada por bichinhos, registrou o momento e decidiu publicar em um Instagram dedicado para publicar coisas da gatinha de estimação, chamada Nina. O vídeo do gato Jorginho impedindo a retirada de sacolas republicado por outras páginas e já soma milhares de visualizações.

Nos comentários, os internautas comentam que o bichano está conduzindo uma campanha para economia de sacolas a favor da preservação do meio ambiente. Desde então ele se tornou atração do supermercado em Porto Velho.

“Os funcionários cuidam dele, ele tem o cantinho no escritório do mercado e vive lá, junto com todo mundo, participa de tudo, os clientes perguntam por ele, é muito bom bonitinho”, conta a fã do Jorginho.

 

Pai é quem cria

 

Bento Saura, proprietário do supermercado Família, conta que o gatinho foi abandonado no local há alguns meses.

Jorginho fecha o caixa para a hora da soneca em supermercado de Porto Velho — Foto: Bento Saura/Arquivo Pessoal

Jorginho fecha o caixa para a hora da soneca em supermercado de Porto Velho — Foto: Bento Saura/Arquivo Pessoal

Por ser quase idêntico a um bichano que o empresário já tinha, chamado Jorge, surgiu a teoria de que na verdade os dois eram pai e filho – mesmo o gato pai sendo castrado.

Ignorando todas as improbabilidades biológicas, o gatinho foi adotado – pelo Bento e pelo Jorge – e em homenagem ao “pai” recebeu o nome de Jorginho.

Jorge pai e Jorginho são atração em supermercado de Porto Velho — Foto: Bento Saura/Arquivo Pessoal

Jorge pai e Jorginho são atração em supermercado de Porto Velho — Foto: Bento Saura/Arquivo Pessoal

“A gente colocou ele pra adoção, mas demorou uns dias e ninguém levou. Como ele é muito carismático, pula em você, faz carinho e não é arisco, ele acabou conquistando a gente e quando apareceu uma pessoa querendo adotar ele a gente não quis mais doar”, relembra.

Alguns dias depois que o vídeo foi gravado, Jorginho foi atropelado e passou vários dias internado em um hospital veterinário. Por conta do acidente ele perdeu alguns dedinhos em uma das patas dianteiras, mas já se recuperou e voltou a ser o gatinho sapeca de sempre.

Jorginho perdeu dedinhos de uma das patas após ser atropelado em Porto Velho — Foto: Bento Saura/Arquivo Pessoal

Jorginho perdeu dedinhos de uma das patas após ser atropelado em Porto Velho — Foto: Bento Saura/Arquivo Pessoal

Fonte: Por Jaíne Quele Cruz, g1 RO